Faking It

Hey amigos, tudo bom?

A indicação de hoje é um guilty pleasure que tomou conta da minha vida, bom, tomou conta da última de semana de janeiro e primeira de fevereiro. Estou falando da série Faking It.

faking it.jpg
Poster da série

 

A série conta a história de duas amigas que se amam – de maneiras um pouco diferentes. Após varias tentativas de se tornarem populares no colégio, Karma (Katie Stevens) e Amy (Rita Volk), são “tiradas do armário” por engano. Agora, todos da escola acham que elas são lésbicas e namoram, o que as transforma em celebridades instantâneas. Seduzidas pela recém-encontrada fama, elas decidem manter a farsa.

A série é produzida pela MTV americana e se passa em um colégio, então fique sabendo que ela bem teen e tem alguns clichês, mas ao mesmo tempo ela tem algumas coisas bem diferentes das outras séries do mesmo seguimento. Karma e Amy são melhores amigas desde a infância, elas sempre quiseram ser populares (principalmente a Karma), mas na escola que elas estudam as minorias são os mais legais. A vida delas muda quando Shane pensa que elas são lésbicas e decide tira-las do armário pra provar que naquele colégio não existe pré-conceito, em consequência disso elas ficam super populares.

Faking It Cast
Faking It Cast

Eu aconselho a ver pelo menos a primeira temporada toda (que só tem oito episódios, com 20 minutos cada), pois no primeiro episódio os personagens ainda são rasos, e você provavelmente vai se surpreender gostando daquele que você odiou no começo. Na foto a cima temos a Lauren, a gente começa achando que é só a garota chata, mas ela é uma das melhores coisas da série. Ao lado está o Shane, ele é super divertido, eu queria ser amiga dele, mas nem sempre ele faz a coisa certa. Ao centro estão Amy e Karma. E no canto direito o Liam, ele é o pegador da escola, mas não do tipo que ilude as garotas, todo mundo sabe que com ele só relações casuais, e a Karma é apaixonada por ele. Outra coisa legal é o jeito que eles tratam a sexualidade na adolescência, as descobertas, os medos, é bem legal acompanhar.

Eu conheci a série por causa da Jéssica Flores do blog Borboletas na Carteira, ela fez um post indicando a série, clique aqui para ler.

A terceira temporada estreia dia 15 de março, e eu já estou super animada pra ver o que acontece.

Para saber mais sobre a série eu indico o Portal Faking It Brasil.

Você já conhecia a série Faking It?

Beijos e até a próxima.

Master Of None

Hey amigos, tudo bom?

Para começar bem a semana resolvi indicar a série de comédia que é mais coerente com a vida do jovem adulto do século 21, Master Of None.

Master Of None

A série acompanha a vida, nos âmbitos pessoal e profissional, de Dev (Aziz Ansari), um ator de 30 anos de Nova York que tem problemas para decidir o que quer comer, mas não para decidir qual caminho quer seguir para o resto de sua vida. Ambiciosa, divertida, cinematográfica e intensamente pessoal, a história de Dev o leva a mergulhar em diversos temas, desde direito dos idosos à rotina dos imigrantes em um país estrangeiro.

Master Of None fala basicamente da vida do  jovem adulto no século 21, a busca pelo emprego perfeito, comunicação com os pais, relacionamento, preconceito, sexismo, medo de envelhecer, etc. Cada episódio trás um tema central, e em pelo menos um você vai ficar pensando “esse episódio foi feito pra mim”. Sem reviravoltas mirabolantes o foco da série são sempre as relações de Dev com amigos Arnold (Eric Warehiem), Denise (Lena Waithe), Brian (Kelvin Yu) e o interesse amoroso Rachel (Noël Wells).

Fui fisgada pelo primeiro episódio, Plan B, que mostra como é a vida com filhos, eu que nunca quis ter filhos, achei legal ver uma versão não romantizada de como é uma vida com crianças. Os episódios Parents e Old People, foram os que tocaram mais fundo meu coração, pois as vezes a gente se esquece de tudo o que nossos pais passaram e que tudo o que eles querem da gente é um pouco de companhia.

A relação que os personagens tem com a tecnologia também chamou muita a minha atenção por ser exatamente o que a gente faz, como passar horas lendo reviews de restaurante a procura do melhor antes de decidir onde vai comer, usar o waze/gps/google maps em todos os momentos e se esquecer que as informações não são 100% confiáveis.

De momentos cômicos a a reflexões sérias, Master Of None é uma série que merece a sua atenção.

A primeira temporada de Master Of None está disponível no Netflix.

Você já assistiu a série Master Of None? Quer assistir?

Beijos e até a próxima.

Modern Family

Hey amigos, tudo bom?

Hoje venho falar de uma série que me deixou completamente obcecada nos últimos tempos, Modern Family.

55e00e4563c5c8b9c2cce21f353d4beb

A anos eu escuto as pessoas falar de Modern Family, mas nunca tinha ido atras, até que eu estava fazendo uma maratona de Arrow e senti que precisa de uma série do respiro, sabe a quela série leve, com episódios curtos e divertidos pra ver entre os episódios tensos da outra série, então resolvi dar uma chance pra Modern Family e viciei.

O dia a dia de três famílias ligadas entre si. Jay Pritchett (Ed O’Neill) é um homem mais velho que se casa com a latina Glória (Sofia Vergara), muitos anos mais nova que ele. Os dois vivem com o filho dela, Manny (Rico Rodriguez), e convivem diariamente com os filhos do primeiro casamento de Jay: Caire (Julie Bowen) e Mitchell (Jesse Tyler Ferguson). Ela é uma dona de casa casada com o corretor de imóveis Phil Dunphy (Ty Burrell) e que luta para dar a melhor educação para os filhos Haley (Sarah Hyland), Alex (Ariel Winter) e Luke (Nolan Gould). Já Mitchell vive um relacionamento com Cameron Tucker (Eric Stonestreet), que tem como fruto a filha adotiva Lily (Aubrey Anderson-Emmons).

A série é gravada em formato de documentário, mas as vezes eu simplesmente esqueço isso, é uma série muito bem roteirizada e filmada, os cortes e as piadas se encaixam perfeitamente. A sinopse à cima basicamente só explica quem é o que de quem nesse história que é muito mais do que eu poderia contar aqui. Era pra ser só a série do respiro, mas eu acabei fazendo maratonas dela também.

Eu adoro ver o quando eles evoluíram, no começo Jay não gostava do Phil, nem do fato do Mitchel ser gay, Claire não gostava da Gloria e achava que ela só queria dar o golpe do baú, e as crianças também não se entendiam. Com o passar do tempo esses problemas vão se resolvendo, e quanto mais eles se unem mais engraçadas as situações vão ficando.

Eu não sou de ficar escolhendo favoritos, mas não tem jeito, eu amo a Gloria, a Sofia Vergara é maravilhosa, na série os costumes e tradições dela vão se confrontando com os dos outros personagens, ela é mais expansiva, chama mais atenção, eu sempre tenho essa tendencia a gostar mais dos personagens latinos.

10921

Modern Family teve 73 indicações ao Emmy e 22 vitórias, entre eles o prêmio de Melhor Comédia, que eles ganharam por cinco anos seguidos. Tu Burrell (Phil) e Eric Stonestreet (Cam) ganharam o premio de Melhor Ator Coadjuvante de Comédia duas vezes cada, assim como a Julie Bowen (Claire) que também ganhou duas vezes o de Melhor Atris Coadjuvante de Comédia. Isso além dos prêmios aos diretores e escritores da série.

  • Curiosidade: os atores nunca concorrem ao premio de Ator principal pios a série não tem um personagem cetro na trama.

A série está com a sétima temporada sendo exibida pela ABC, mas tem até a quinta disponível no Netflix, eu já assisti tudo o que tem no Netflix, e já estou sentindo falta. Então aproveita esses dias livres de férias de fim de ano e começa uma maratona de Modern Family, eu garanto que vale a pena.

Então, você já assistiu Modern Family? O que acha da série? Me conta nos cometários.

Beijos e até a próxima.