July Talk

Olá amigos, tudo bom?

Nos últimos meses tem uma banda que eu estou completamente viciada, mas viciada mesmo, ao ponto de passar o dia todo ouvindo, foi provavelmente foi a melhor descoberta musical que fiz nos últimos anos, a banda é  July Talk, e essa é indicação de hoje.

july-talk-4

Conheci a banda em novembro do ano passado em um vlog da Dani Noce em Berlim (clique aqui para ver esse video), desde então eu fico mais e mais apaixonada pelo som deles.

July Talk uma banda canadense formada em 2012 formada pelos cantores Peter Dreimanis e Leah Fay, Ian Docherty na guitarra, Josh Warburton no baixo e Danny Miles na bateria. Essa não é uma banda exatamente fácil de explicar, mas é fácil sentir a energia deles que é bem rock ‘n’ roll, os videos que eu vi de apresentações deles são incríveis, como a Dani disse, essa é uma banda para ser degustada.

July Talk é o primeiro  álbum deles, e leva o mesmo nome da banda, eles conseguem um som forte e explosivo, mas contém uma certa levesa graças aos vocais da Fay, tudo se mistura de uma forma grosseira e emocional, é maravilhosa explosiva da banda afeta todas as músicas para melhor, mesmo as queima lenta, e é difícil não se envolver na diversão. Se você está no mercado para algo grosseiro ainda emocional que também apresenta ritmos cativantes

Guns + Ammunition tem um coro muito gostoso de ouvir, a letra é bem legal, soa como uma estranha paixão. Paper Girl é uma das minhas favoritas, é um bom exemplo do tipo de música que eles fazem, a letra é ótima, mas tem um toque de estranheza de desdem. Headsick tem uma melodia bem gostosinha, mas soa como algo que eu já ouvi antes, o que não a torna ruim, muito pelo contrário. Blood + Honey foi a primeira que ouvi e ainda a amo, ela tem um ritmo muito gostoso, bem marcado e com balanço, vai do suave o dirty em um passo. Devo dizer que eu adoro a guitarra em Summer Dress, é uma música que se destaca muito por causa disso, mas também gosto muito dos vocais, no momento essa é minha favorita da banda, mas isso muda o tempo todo, então quem sabe quanto tempo isso vai durar. Don’t Call Home é um tanto melancólica, ela difere bastante das outras faixas do álbum o que a torna mais especial. Don’t Let Her Know é uma música que soa romântica e agradável aos ouvidos, mas acho que ela mais presença de sintetizadores do que eu gostaria, porem gosto muito, muito mesmo da frase de abertura

Touch é o segundo álbum deles, e sinceramente eu adoro todas as músicas dele, é uma álbum criativo, dinâmico, elétrico, vai bem no fundo e puxar todos os nervos para fazer o corpo dançar. July Talk nos oferece uma coleção de canções que falam de amor, luxúria e solidão, a banda não têm medo de ser franca em suas letras e ousado em sua instrumentação.

A primeira música Picturing Love apresenta uma sociedade obcecada com a ideia de se conectar mas não se conecta de verdade,essa ideia segue por todo o álbum. Os vocais do Peter e da Leah são maravilhosos juntos, ai a conexão realmente acontece. Beck + Call incorpora a luta sobre querer alguém de volta ou liberta-lo ou seguir em frente, é uma música que reúne riffs fortes de guitarra que combinados com o coro da Fay trazem um lado sedutor a tona, os gritos agressivos de Dreimanis são arrepiantes. Now I Know é uma música com uma estranha sensualidade, ela começa suave e vai ganhado força aos poucos. Push + Pull é suave e forte ao mesmo tempo, é cativante e dá prazer de ouvi-lá. Lola + Joseph é como se dois estranhos estivessem se conhecendo e passando uma noite incrível juntos, é mais uma canção sensual que consegue ser suave e forte ao mesmo tempo. Touch, a faixa dá nome ao álbum é uma das minhas músicas favoritas na vida, é definitivamente uma das melhores coisas que já ouvi, é a última faixa do álbum, e encerra todo o sentimento do álbum graciosamente, a faixa começa com pouco mais do que uma melodia de teclado básica e lentamente se desenvolve em algo mais vivo e elétrico, é uma música que realmente me toca.

HyperFocal: 0

Para sentir mais a energia da banda eu recomendo essa série de videos gravados pela CBC Music.

Para acompanha-los: site, twitter e facebook.

E ai, gostou do som da banda July Talk? Já tinha ouvido alguma música deles?

Beijos e até a próxima.

 

Hell’s Kitchen Angel (MAX)

Hey amigos, tudo bom?

Voltei para comentar um vicio que voltou com força total nas últimas semanas, o álbum Hell’s Kitchen Angel do MAX (Schneider). Eu fiquei obcecada por esse álbum em fevereiro quando ele foi lançado, mas por algum motivo acabei não comentando com vocês sobre ele, mas agora que o vicio voltou e eu estou aqui para falar por que eu amo tanto essas canções.

hells-kitchen-angel

Eu já falei do Max uma vez aqui no blog (clique aqui para ler) e como eu já contei como conheci seu trabalho não vou me alongar com essa parte, mas vou explicar o porque da minha obsessão ter voltado com tudo. Meu vício voltou por causa da versão remix de Lights Down Low em parceria com a Dytto e o Not Your Dope, essa nova versão da música despertou em mim toda a paixão que sinto pelo trabalho Max.

Hell’s Kitchen Angel, a faixa que abre e dá nome ao álbum é bem dançante e mostra bem a proposta desse trabalho, ela lembra um pouco as músicas do Bruno Mars, mas isso não me incomoda. A segunda faixa eu já conhecia a um bom tempo e amava, Gibberish, uma parceria bem sucedida com o rapper Hoodie Allen, essa se tornou umas das músicas que mais gosto de ouvir, cantar e dançar de todos os tempos. Wrong é aquela música que sobe um calor (eita!), é uma canção sexy e bem envolvente, só ouvindo para entender o que quero dizer. A próxima é uma música que considero a cara do Max, que representa bem o som que ele faz, estou falando Holla, e eu adoro especialmente o trecho seguinte: “I coud be the best night you never have again. Or I could be your long run the one. I could be your confidant, with some benefits…“. Em seguida vem aquela música mais tranquila para quebrar um pouco esse ritmo, nesse caso a balada Lights Down Low foi muito bem posicionada, e sem contar que a canção é bem lindinha, eu realmente adoro cantar ela, na verdade essa é música que mais enho cantado nas últimas semanas. O ritmo (eu ia escrever ritmo de festa como no programa do Silvio Santos) volta com 10 Victoria’s Secret Models, essa é a mais comercial do álbum, mas ainda assim interessante. Home é a música que me faz arrepiar, é uma música para prestar atenção na letra e simplesmente se deixar sentir. Então chega Mug Shot, fiquei surpresa e feliz ao vê-la no álbum, pois por essa música que muita gente conheceu o Max, mas como não tem a ver com o momento musical atual dele nem passou pela minha mente ouvi-la no Hell’s Kitchen Angel, mas falando da música, ela é leve, dançante, um pouco boba, mas divertida e vale a nostalgia. Uma das músicas desse álbum que mais bombou foi Basement Party, e como você pode imaginar pelo titulo, é aquela música para festa mesmo, para dançar e se jogar. Encerrando nós temos a gostosinha Lost My Way, ela mais lenta, mas ainda tem aquele toque dançante.

max-3

Se você gosta de música pop eu recomendo fortemente que de um pouco de atenção ao trabalho do Max.

Você já tinha escutado as músicas do Max? O que você achou do Hell’s Kitchen Angel?

Beijos e até a próxima.

Night Sports (3OH!3)

Olá pessoas, tudo bem?

Eu sei que faz um bom tempo que eu não apreço, mas é que eu estava meio sem assunto, mas agora eu voltei, e voltei com dica musical (já deu pra ver que é meu tema favorito), o álbum Night Sports, do 3OH!3. Nunca falei aqui, mas eu amo o 3OH!3, e não me importo se os outros achem isso estranho.

3OH!3.jpg

Eu tenho a impressão que o 3OH!3 é aquela banda (dupla no caso) que todo mundo sabe que existe, mas que ninguém escuta de verdade, pois nunca vejo ninguém comentando sobre eles, acho que o grande público se esquece deles na maior parte do tempo, mas quando escutam alguma música sempre rola a frase “não é aquela dupla que cantava com a Katy Perry?”, não vou mentir, foi por causa da Katy que eu conheci o som deles, lá em 2009, e escuto frequentemente desde então. No meu caso nem tem como esquecer-los, pois todos os clipes deles saem no canal da gravadora Fueled By Ramem, que eu acompanho fortemente, e nas últimas semanas eu estou extremamente viciada no último álbum deles, o Night Sports.

O álbum tem a mesma essência dos anteriores, as músicas são dançantes, divertidas e estranhas em alguns casos, mas eu gosto. Gosto também do jeito que eles misturam o eletrônico com rap com um fundo pop. Os vocais do Sean Foreman e do Nathaniel Motte harmonizam muito juntos e são bem característicos deles. Uma coisa que eu amo sobre o 3OH!3 é que a energia deles é extremamente contagiante, eles se divertem e fazem a gente se divertir junto sem medo ou pudores.

Night Sports

Hear Me Now é a música que chega coma a mensagem “você pensa que nos esqueceu? Pense de novo, pois aqui estamos.” a música é bem cativante, tem um que indiano na batida. Mad At You é uma das minhas favoritas, eu gosto muito, muito, muito da letra, adoro o jeito que o relacionamento é tratado nela. Freak Your Mind é a mais pop do álbum, é aquela que vai te fazer dançar de pra valer. Basmf (que significa bad ass stuped motherfuckers) é a minha favorita, eu escuto ela umas 3 vezes por dia, eu adoro a letra, a batida, é aquela que eu canto junto, ela lembra os trabalhos antigos deles. Agora não seria um álbum de 3OH!3 se eles não fossem além da escala ridículo, e a faixa My Dick definitivamente excede as expectativas, a música é tão ridícula, que se torna muito divertida. Inside Boy é outra me deixou extremante viciada, e uma faixa certeira, eu escuto e só quero dançar e cantar junto.

Não vá ouvir 3OH!3 esperando o tipo de música que você escuta no rádio, pois não é isso que você vai encontrar, no entanto se você está procurando músicas para tocar em uma Party House eu recomendo fortemente esse álbum (na verdade recomendo ouvir todo o repertório do 3OH!3 e selecionar suas favoritas, pois tem muita coisa boa), a maioria das músicas dão muita vontade de dançar, mesmo que letra possa soar um pouco estranhas, como eu já disse, o 3OH!3 continua a produzir diversão

Para acompanhar o 3OH!3 nas redes sociais:

siteinstagramfacebook e twitter.

Beijos, e até a próxima.