Hell’s Kitchen Angel (MAX)

Hey amigos, tudo bom?

Voltei para comentar um vicio que voltou com força total nas últimas semanas, o álbum Hell’s Kitchen Angel do MAX (Schneider). Eu fiquei obcecada por esse álbum em fevereiro quando ele foi lançado, mas por algum motivo acabei não comentando com vocês sobre ele, mas agora que o vicio voltou e eu estou aqui para falar por que eu amo tanto essas canções.

hells-kitchen-angel

Eu já falei do Max uma vez aqui no blog (clique aqui para ler) e como eu já contei como conheci seu trabalho não vou me alongar com essa parte, mas vou explicar o porque da minha obsessão ter voltado com tudo. Meu vício voltou por causa da versão remix de Lights Down Low em parceria com a Dytto e o Not Your Dope, essa nova versão da música despertou em mim toda a paixão que sinto pelo trabalho Max.

Hell’s Kitchen Angel, a faixa que abre e dá nome ao álbum é bem dançante e mostra bem a proposta desse trabalho, ela lembra um pouco as músicas do Bruno Mars, mas isso não me incomoda. A segunda faixa eu já conhecia a um bom tempo e amava, Gibberish, uma parceria bem sucedida com o rapper Hoodie Allen, essa se tornou umas das músicas que mais gosto de ouvir, cantar e dançar de todos os tempos. Wrong é aquela música que sobe um calor (eita!), é uma canção sexy e bem envolvente, só ouvindo para entender o que quero dizer. A próxima é uma música que considero a cara do Max, que representa bem o som que ele faz, estou falando Holla, e eu adoro especialmente o trecho seguinte: “I coud be the best night you never have again. Or I could be your long run the one. I could be your confidant, with some benefits…“. Em seguida vem aquela música mais tranquila para quebrar um pouco esse ritmo, nesse caso a balada Lights Down Low foi muito bem posicionada, e sem contar que a canção é bem lindinha, eu realmente adoro cantar ela, na verdade essa é música que mais enho cantado nas últimas semanas. O ritmo (eu ia escrever ritmo de festa como no programa do Silvio Santos) volta com 10 Victoria’s Secret Models, essa é a mais comercial do álbum, mas ainda assim interessante. Home é a música que me faz arrepiar, é uma música para prestar atenção na letra e simplesmente se deixar sentir. Então chega Mug Shot, fiquei surpresa e feliz ao vê-la no álbum, pois por essa música que muita gente conheceu o Max, mas como não tem a ver com o momento musical atual dele nem passou pela minha mente ouvi-la no Hell’s Kitchen Angel, mas falando da música, ela é leve, dançante, um pouco boba, mas divertida e vale a nostalgia. Uma das músicas desse álbum que mais bombou foi Basement Party, e como você pode imaginar pelo titulo, é aquela música para festa mesmo, para dançar e se jogar. Encerrando nós temos a gostosinha Lost My Way, ela mais lenta, mas ainda tem aquele toque dançante.

max-3

Se você gosta de música pop eu recomendo fortemente que de um pouco de atenção ao trabalho do Max.

Você já tinha escutado as músicas do Max? O que você achou do Hell’s Kitchen Angel?

Beijos e até a próxima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s